Blog
Lojas Donna 2 de junho de 2020

Como surgiu o famoso hábito inglês de tomar chá?

Aquele ritual inglês que costumamos ver nos filmes de tomar o chá das cinco, acredite você, não tem nada de inglês. Diferente do que muitos pensam, esse hábito foi instaurado na Inglaterra nos idos de 1662, quando a monarquia britânica recém-restaurada, recebeu Catarina de Bragança – filha do rei de Portugal, João 4º – que foi dada em casamento ao rei inglês Charles 2º. No enorme dote recebido pelo casamento estavam incluídos, além do dinheiro, temperos, tesouros e os portos lucrativos de Tânger e Mumbai.

chá das 5

Quando a nova rainha chegou à Inglaterra, o chá era consumido apenas como remédio, pois acreditava-se que o mesmo dava vigor ao corpo e mantinha o baço livre de obstruções. Porém, como Catarina estava acostumada a beber chá em sua rotina diária, manteve seu hábito, tornando-o uma bebida popular na corte inglesa.

Quando o chá chega à Inglaterra

Antes da chegada da rainha, o chá já podia ser encontrado na Inglaterra, mas era pouco consumido e não muito popular. De acordo com Markman Ellis, professor de estudos sobre o século 18 na Universidade de Queen Mary, em Londres, seis anos antes Waller foi visto bebendo chá, porém este era algo pouco comum já que o produto era caro e todos bebiam café nesta época.

Segundo os historiadores, a razão para o alto custo tinha três motivos: a Inglaterra não tinha relações comerciais diretas com a China, o chá da Índia ainda não estava disponível e as pequenas quantidades importadas pelos holandeses tinham altas margens de lucro.

O chá era um produto tão caro na época que foi associado a elite inglesa. “Apenas a elite e os setores mais ricos da sociedade bebiam. O produto foi associado à sociabilidade das mulheres da elite na corte real, da qual Catarina era o mais famoso emblema”, explica a Jane Pettigrew, autora do livro A Social History of Tea (Uma História Social do Chá).

A autora ainda salienta que antes desse hábito se tornar icônico da cultura inglesa, todas as referências para o consumo de chá partiram da China. “Até o chá chegar através dos holandeses, nós [os ingleses] não sabíamos nada sobre ele. Nada de colheres de açúcar, nada de xícaras, nada de chaleiras de chá. Então, fizemos o que sempre acontece: copiamos o ritual inteiro da China. Nós importamos as pequenas xícaras de chá, os pires, os pratos para o açúcar, os bules pequenos, absolutamente tudo”, explica.

Leia Mais:

>> Café na cama: como montar uma cesta de café da manhã

>> Utensílios de cozinha que não podem faltar em sua casa

A popularização do chá das 5

Portugal teve um papel importante na popularização do famoso chá das 5, já que era uma das rotas através das quais a porcelana chegava à Europa. Os jogos de xícaras para se tomar chá inglês eram muito caros e igualmente muito bonitos, fatores que faziam o ato de beber chá muito atraente.

Eventualmente as classes mais baixas também começaram a consumir chá, porém ao contrário da aristocracia que o fazia com artigos de porcelana, os proletários utilizavam utensílios de barro.

Se você também gosta de um bom chá, pode aproveitar as opções de jogos de xícaras da Lojas Donna para organizar bons momentos em família. Nada como um bom chá quente quando as temperaturas baixam, não é mesmo? Confira nossas opções e aposte neste ritual inglês, que de português tem tudo!